Hino do MCBDA

História de Como surgiu o Hino do MCBDA

Gentil Nery

Versão do Irmão Gentil Nery “Gaúcho”
“Foi tudo muito ligeiro, nas vésperas do Primeiro EBAN, com Sede em Curitiba. O Irmão Maçaneiro, me falou que o Irmão Edinho, havia se manifestado sobre uma Canção para os Bodes.

Não falei nem que sim, nem que não, fiquei por muitos dias com aquilo remoendo. Afinal é uma empreitada muito difícil.

Mas, como dou um boi para não entrar num entrevero, e uma boiada para não sair depois de enfronhado na lida.

Me envolvi de tal maneira em busca de um começo. E, parece que meus pensamentos encontrarão eco  no infinito, que não demorou muito as linhas, rimas estrofes começaram a desenrolar, igual sabugo em correnteza, (ninguém segura).

Ao natural aconteceu, e agora música, se manifestou o Irmão Sidney Campos Amaro. Prontamente fui até a Residência do Irmão. Com letra semi-pronta, uns acordes no piano e um chamado médico, saída as pressas pela tangente.

O tempo conspirava contra, daí apelei para o Irmão Getúlio Duarte de Oliveira, com estúdio montado. Mostrei a Letra, ele deu uma olhada e deu de mão nos botões, e não deu outra, saiu uma marcha, e sem modificação qualquer, mais ou menos acordes….FINALIZEI É ISSO MESMO. O Getúlio me olhou com ar de apreensão…vamos trabalhar mais…Não temos tempo respondi.

À noite em Loja, sentados lado a lado, na coluna do Norte. O Irmão Getúlio me alcança um bilhete, preciso de mais uma estrofe, para dar equilíbrio com o “refrão”. Me bateu um pavor, mas não deixei por menos e incentivado pela “Harmonia”, somada à Egrégora, me concentrei e daí consegui a estrofe: “Além fronteiras/Léguas de amizade/Partidas e chegadas/Rastros de saudade. Isso foi escrito no verso do mesmo bilhete que o Irmão, à alguns instantes havia me alcançado.

ASSIM ACONTECEU PARA A CANÇÃO DOS BODES.
FEITA COM MUITA DEDICAÇÃO ESPECIALMENTE PARA OS MEUS IRMÃOS BODES DO ASFALTO, ESPALHADOS PELO UNIVERSO.

Ratifico que foi feito sem nenhuma pretensão que se tornasse um HINO.”

TENHO DITO,

Irmão
Gentil Fernandes Nery
Simplesmente Gaúcho

 

Versão do Irmão Maçaneiro:

“Olá,

Foi de uma conversa com o Edinho, nosso presidente, que surgiu a idéia de termos uma música que identificasse o MCBDA e que fosse apresentado por ocasião do 1º EBAN – Encontro dos Bodes do Asfalto Nacional que seria realizado em Curitiba entre os dias 15 e 18.11.2007.

Só sei que em poucos dias eis que o Gentil, Sydney e Getúlio (que eu não conhecia) apresentaram esse que é hoje o Hino Oficial do MCBDA.

Mas, quando íamos apresentá-lo como Hino do MCBDA eis que surgem os Irmãos do Rio Grande do Sul com outra música, também muito bonita.

Aí, para não gerar competição, suspendemos a oficialização do nosso (do PR) como Hino oficial e apresentamos os dois como homenagem ao MCBDA.

Passamos a imprimir a letra e distribuir em nossos encontros, colocamos para download no site e distribuímos o refrão para ser utilizado nos celulares por todos os Bodes do Brasil.

Assim, em 2012 nosso Presidente Edinho oficializou-o como Hino oficial do MCBDA.”

Abraços

Ir.´. Maçaneiro

 

Ouça o Hino.

 

Letra do Hino:

BODES DO ASFALTO

Letra.: Gentil Fernandes Nery

Música.: Paulo Sydney Campos Amaro e   Getúlio Duarte de Oliveira

[one_half]

Quem vem lá? Quem vem lá?

Fazendo poeira

Te respondo

Ao surgir a clareira

Qual sementes

Levadas pelo vento

Plantando paz

Uma fonte de alimento

Oh ! Quão bom

Viajam os irmãos

Bodes do Asfalto

Numa cadeia de união

Irmãos e cunhadas

Alinhados, no prumo

Pelas estradas

A alegria é o rumo

REFRÃO

Motos no asfalto

Bodes por paixão

O ronco do motor

Acelera o coração

[/one_half]
[one_half_last]

Os bodes são romãs

Que sob céu azul

Unem as colunas do Brasil

De norte a sul

Livres, bons costumes

Rodando em liberdade

Constroem sempre

Templos à fraternidade

Além fronteiras

Léguas de amizade

Partidas e chegadas

Rastros de saudade

Numa prece rogamos

Ao GRANDE lá no alto

Que ilumine os caminhos

Do Bodes do Asfalto

[/one_half_last]

 

Um TFA

Azambuja – Coordenador MCBDA

Facção Curitiba

“Juntos Fazendo Poeira Sem Fronteiras”

www.bodesdoasfaltocuritiba.com.br