Colete e Brasão – Usar Sempre?

Depois de vinte anos de motoclubismo, nos deparamos discutindo sobre quando, como e onde usar o colete com o brasão do moto clube e confessamos nossa surpresa ao constatar o quanto as opiniões são divergentes.

Por óbvio, e até para provocar alguma discussão, vamos aqui defender o nosso ponto de vista, respeitando, obviamente, as opiniões e posições contrárias. Lembremos inicialmente, qual é a finalidade do uso de um brasão, escudo ou cores de um moto clube.

Estes, meus caros leitores, têm a finalidade de distinguir a instituição moto clube, perante a coletividade, de maneira a permitir que todos os integrantes sejam identificados. Não é uma mera camiseta, com um emblema nela estampado, que faz de seu usuário um integrante de MC.

O brasão é uma bandeira que cada um carrega e que deve ser honrada e usada com respeito. É o nome de todas as pessoas que compõe o MC, que está ali traduzido num emblema. Tanto é verdade que quando há algum episódio envolvendo algum componente de MC, o que mais se destaca é o clube ao qual o motociclista pertence.

O brasão a que aqui nos referimos, não é apenas um símbolo sem significado ou história, que na atualidade qualquer pessoa pode adquirir pela Internet e sair “fantasiado” de integrante de moto clube.

O brasão deve ser conquistado a custa de dedicação, mudança de comportamento, aprendizado e respeito a si, ao próximo e, principalmente, aos “irmãos” de brasão. Para se adquirir estas qualidades é necessário tempo e dedicação e é por este motivo que a maioria dos MC’s, adotam a figura dos “meio patch”, que são os motociclistas em fase de “treinamento” e adaptação.

Mas, voltando ao tema, o colete com o brasão deve ser usado o tempo todo em que o integrante estiver sob sua moto e nas reuniões de motociclistas? Quando estão isentos de seu uso? A questão que parece simples se complica porque as opiniões se divergem. Com todo o respeito, acreditamos que na sede do seu moto clube o integrante não deve estar obrigado á sua utilização, até porque tem o colete e brasão a finalidade de identificar o MC do motociclista e em sua sede isso não é necessário.

Obrigar um integrante que vem direto do escritório, vestido de paletó e gravata a vestir sobre ele o colete é ridicularizar o próprio MC, pela perda do bom senso. Da mesma forma, entendemos que impedir um integrante de ingressar na sede de seu MC, que ele ajuda a manter ser um absurdo. De toda a forma, uma coisa é certa: Deve haver regras internas em cada MC, quanto ao uso dos coletes e brasões e que fique esclarecido que o brasão pertence ao moto clube e não ao integrante, que, quando o receber deve assinar um termo de uso e comprometer-se a devolvê-lo tão logo lhe seja solicitado. A quantia eventualmente paga no recebimento do dístico, em verdade é uma caução pelo uso do brasão, que deve ser devolvida, por ocasião de sua devolução. Só assim os conflitos serão minimizados. Ta dito!

Fonte: http://www.jornalmotoclubenews.com.br/editorial.asp